Baixe nossos aplicativos

Expedição ao Alto Paranaíba - MG

Foi efetuada uma curta excursão à região do Alto Parnaíba em Minas Gerais, principalmente ao município de Patos de Minas.

Foto 2 - Campomanesia cambessedeana.

Foto 3 - Alibertia edulis.

Foto 4 - Cordiera humilis.

Foto 1 - Campomanesia adamantinum.

Foi efetuada uma curta excursão à região do Alto Parnaíba em Minas Gerais, principalmente ao município de Patos de Minas. Além da equipe do Instituto Plantarum, participaram da excursão os biólogos Adelício da Silva e Hélio Caxeta, que são estudiosos e colecionadores de frutas silvestres e residentes da cidade de Patos de Minas. Entre as plantas encontradas, podemos destacar as mirtáceas produtoras de frutos comestíveis e muito abundantes nos cerrados ainda remanescentes da região, principalmente dos gêneros Campomanesia ou das “guabirobas”, Eugenia ou das “pitangas” ePsidium ou dos “araçás”. Cabe destacar entre estes grupos as “guabirobas”; tratam-se possivelmente de apenas duas espécies (Campomanesia cambessedeana e C. adamantium), contudo possuidoras de muitas formas naturais de características morfológicas bem diferentes, não obstante todas de porte arbustivo. Foram encontradas cerca de 12 formas diferentes destas espécies (fotos 1 e 2). Nesta época do ano, com frutos em fase de maturação, destacam-se na região também as rubiáceas frutíferas popularmente conhecidas como “marmelada” – gêneros Alibertia e Cordiera (foto 3 e 4).